quinta-feira, janeiro 21, 2010

"Light" e "Oi Fixo", e o desrespeito aos clientes

Há vários dias em alguns bairros do Rio de Janeiro as oscilações na rede e a queda de energia tem sido algo rotineiro. Na tentativa de conseguir alguma informação, e por medo de perder seus aparelhos eletroeletrônicos, os clientes tentam, em vão, falar com o 0800 da empresa. O número que não chega nem a completar a ligação virou notícia, inclusive, de vários telejornais locais.

Moro na zona oeste do Rio de Janeiro há quase sete anos e desde que me mudei para cá tenho que conviver com o serviço quase nulo do atendimento da empresa de energia elétrica carioca. Quedas de energia na área de Campo Grande, bairro carioca, é algo rotineiro como se fosse quase banal. No último ano, 2009, então virou rotina, é um dia com energia ou sem, religiosamente.

O problema ainda vai além da queda, oscilação e perde de aparelhos eletroeletrônicos. A rede de telefonia da "Oi", responsável pela telefonia fixa carioca, também vem sido afetada na minha região. Cansada de ligar para o serviço (terceirizado) de tele atendimento e nunca obter uma resposta, a minha paciência, e de vários outros moradores já está chegando ao limite máximo da falta de educação, por conta do descaso, de ambas as empresas citadas. Ontem a energia acabou por volta das 18h e só retornou quase às 23h. Hoje estou com oscilações na energia (e telefone) desde às 14h, a cada meia hora dá um pisca e tudo pare: telefone, energia, internet, celular. Qual é? Virou brincadeira isso?


Aqui é só acabar a energia elétrica que os telefones fixos em aparelhos convencionais também ficam mudos instantâneamente. Coisa que acho absurdamente estranha, pois sempre morei na zona norte, e quando lá estava a energia acaba, mas os telefones continuavam a funcionar. Cansada de ficar completamente isolada a cada queda de energia (o que é uma rotina, hoje, diária) solicitei uma visita da equipe de telefonia para saber qual o problema, e nem os "técnicos" da "Oi" sabiam responder o "porquê" os telefones convencionais ficavam mudo com a queda de energia elétrica aqui no bairro. Coisa, que ele mesmo afirmou estar errado, mas não saber nem o porquê, nem como consertar o problema.

Conclusão, voltamos a estaca zero. Com a chegada de verão e as chuvas, e ventanias quase constantes, as quedas de energia se intensificaram. Eu, que trabalho em casa no computador, estou tendo prejuízos diários com atraso do serviço e não adianta nem reclamar, pois os atendentes da "Oi" são todos mal educados, e os da "Light" nem atendem os telefones. Conclusão, fico ilhada no meio do nada sem comunicação alguma, e sem direito até de solicitar um serviço de emergência, caso tenha necessidade, tudo porque, alguma ligação no bairro está tão mal feita que a rede de energia elétrica e telefonia está passando pelos mesmos lugares deixando os moradores no escuro e sem total comunicação.

A telefonia celular na minha área já não é lá essas coisas. Os celulares aqui funcionam quando querem. E olha que eu tenho chip de todas as operadoras que trabalham no Rio: "Oi, Vivo, Claro e Tim", e quando é para não querer funcionar não a Santo que desça do céu e os faça dar sinal. Procurar "sinal" aqui é algo natural para os celulares. Ultimamente, até os Nextel da vida (que eram os únicos que funcionavam) também começaram a dar problema.


O que fico realmente chateada é que a conta de energia elétrica da "Light" e de telefone da "Oi" continuam a chegar em valores exorbitantes que passam dos 100 reais cada uma. E nem adianta reclamarmos que ficamos sem energia ou serviço telefônico durante certo período, porque a "burrocracia" é tanta que você desiste de procurar "seus direitos" e é obrigado a pagar por um serviço porco e mal feito. E quando pegam algum vizinho com o famoso "gato" (porque não temos energia alguma não é?) querem que eles paguem quase 7 mil reais de multa. Mas o serviço normal que é bom... Nada!

Quero ver se algum dia uma pessoa passar mal e necessitar chamar uma ambulância e não tivermos nem energia elétrica, nem telefone fixo ou móvel funcionando, coisa que já virou rotina aqui. Será que eles vão esperar alguém morrer para vir verificar o que anda acontecendo com o bairro de Campo Grande? Será preciso acontecer algo tão grave quanto a morte de uma pessoa para podermos ter o serviço que merecemos, e pagamos (bem caro), e isso não é pedir muito. É nosso direito como cidadão e cliente dessas empresas.

Fico com saudade da época da "Telerj" e da velha "Light". Depois da "privatização" (literal não é? Dentro da privada) dessas empresas tudo o que mudou foram os valores dos serviços para mais, e atendimento e qualidade de atendimento e fornecimento para menos.


Do jeito que a moda agora é todos quererem "processar" ou "notificar" blogueiros, senhores responsáveis pelas empresas "Light" e "Oi", digo que estou a disposição para ouvir o lado da versão de vocês. Mas quero que seja "de vocês mesmo" e não de um atendente que mora lá em Salvador na Bahia e quando falo que moro em Campo Grande e dou o DDD 21 acham que moro no Mato Grosso do Sul. Respeito é bom, e nós clientes PAGANTES, gostamos e muito!

3 comentários

Paulo disse...

Adorei seu texto, uma delicia de ler... Parabéns!!

Ana Magal disse...

Obrigada meu anjo! Bem vindo ao meu cantinho né rss

Marco Borges disse...

A "Oi" é a pior operadora do Brasil. Sai fora dela o quanto antes.

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;