sábado, junho 05, 2010

Governo quer definir o que é 'qualificado' ou não em nossa programação de TV por Assinatura


Isso ainda dará muito pano para manga. Já venho ouvindo falar desse disse-me-disse do tal projeto de Lei que está correndo na Câmara dos Deputados desde 2007. Hoje recebi um comunicado formal da Sky (TV por assinatura da qual sou cliente), comunicando o andamento da confusão que o governo quer instaurar em nossas próprias escolhas.

Essa história ainda vai render. As empresas de TV por assinatura não concordam com a maior parte do projeto, assim como a maioria dos clientes das mesmas. Tudo será mexido naquilo que conhecemos hoje. Horários nobres passarão a ser obrigados a exibir programas brasileiros, ou seja, se você curte House, Lost, etc, esses só passarão no meio da tarde, sem reprise. Não poderemos optar por escolher o pacote que nos for melhor, já que será 'obrigado' a ter programação exclusivamente nacional em todos os pacotes oferecidos pelas programadoras. Entre outras coisas irritantes que ferem nosso direito de consumidor.

Quando optamos assinar por um sistema de televisão por assinatura é porque queremos, e temos o direito, de assistir a programação internacional como bem quisermos e quando quisermos. Obrigar os consumidores a assistir programas exclusivamente nacionais é um insulto a nossa inteligência. Afinal temos a TV aberta, que deveria, sim, melhorar sua programação para poder voltar a ter pontos na audiência e não querer nos obrigar a assistir o que eles querem nos impor.

Reprodução do e-mail que recebi da Sky

Não sou contra que tenhamos canais de conteúdo nacionais. Adorei a programação do novo canal da Globosat, Viva. Assim como curto a GNT, Band News, Globo News, entre outras. Mas tirar o meu direito de assistir os canais internacionais que eu tanto amo é querer me chamar de idiota. Sou totalmente contra ao projeto da forma como ele está. Quero ter o direito de escolher o que terá no pacote pelo qual eu estarei pagando. Tendo em vista, que já não temos tanta liberdade assim de escolha. Afinal, lá fora os consumidores tem o direito de escolher qual canal quer ter no seu pacote, aqui já somos obrigados a pagar por inúmeros canais que nunca iremos assistir, só porque gostamos de um ou dois canais específicos que vem naquele determinado pacote.

Além de toda essa confusão, óbvio, que as operadoras de TV por assinatura já afirmaram que se essa lei passar em Brasília o preço do serviço oferecido vai aumentar, coisa que já não é barata. Quero ter o direito de assistir o que eu quiser pelo preço que eu pago. Não posso ser obrigada a assistir o que a operadora de TV por assinatura, ou o Governo, quer que eu assista. As televisões por assinatura devem sim passar por uma reformulação, mas não é me obrigando a pagar por mais canais que eu nunca iria assistir que isso vai mudar.

3 comentários

Projeto OS MOTOCICLISTAS - Made in Brasil disse...

Não podemos de forma alguma aceitar essa condição que estão querendo nos impor. Não podemos ficar a merece de "alucinações" de deputados. Afinal deveriam sim preocupar-se com coisas que tragam benefício à população.
Mas, já disseram..."que País é esse"....

Ana Magal disse...

Obrigada pela visita (não sei se nome, vc não deixou, rs). Concordo com vc. Temos que ter o direito de escolher pelo que pagamos. Tanta coisa mais importante para esses políticos fazerem em Brasília e eles ficam lá só pensando em uma forma de arrancar mais dinheiro de nossos bolsos... Fala sério né...

Projeto OS MOTOCICLISTAS - Made in Brasil disse...

Oi,Ana!

Corrigindo a falha anterior em não me identificar. Fiz apenas pelo blog.
Mas, parabéns pelo seu trabalho.
Gde abraço.

Yansen

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;