sexta-feira, outubro 01, 2010

Hipocrisia pouca é bobagem! Folha de São Paulo 'censura' blog por sátira


Esse ano o que mais ouvimos foi o tema (até cansativo) da censura que o jornal Folha de São Paulo afirma estar sofrendo de políticos. Usaram tarja preta no twitter, ficaram com mensagens gigantescas no portal e fizeram de tudo para levantar a bandeira contra a censura aos informativos on-line. Por ironia do destino (ou não), a mesma Folha censurada comete o mesmo ato contra um blog que 'brincou' com sua marca, o Falha de São Paulo.

Não estou aqui defendendo a Folha ou a 'Falha' (o blog), mas a sim a questão da hipocrisia. Levantar uma bandeira de 'não a censura' e ao invés de tentar conversar primeiro com os proprietários do blog e dizer que não achou legar ter brincando com a marca do jornal e tentar resolver sem envolver o jurídico. E isso de colocar o jurídico contra os blogueiros virou moda mesmo.

Estamos ficando atados sem pode sequer deixar nossos leitores comentarem tranquilamente, porque até comentários de terceiros estão sendo usados contra nós. Esse ato de cobrar multa diária de R$ 1 mil do blogueiro por cada dia que o blog estivesse no ar é ridículo.

Paremos para pensar em quanto lugares por aí existem sátiras. Por exemplo, temos o Tom Cavalcanti que satiriza o filme Tropa de Elite e lançou o Bofe de Elite. Já pensou se o criador do filme resolver processar ou cobrar multas diárias por conta de um programa de humor? A mesma coisa acontece com os blogs. Qual é gente? É uma sátira! Uma brincadeira.

Como minha amiga @AnaKinT  falou no twitter, 'Falha' vem do verbo falhar... E folha é outra coisa... E seu eu quisesse registrar meu blog como 'Papel de São Paulo', não poderia? E se eu lançasse um outro jornal com nome 'Folhetim de São Paulo', não poderia? A marca deles é Folha de São Paulo e ponto final. Se eles não sabem entender o conteúdo humorístico porque então criticam tanto aqueles que supostamente censuraram eles. Afinal, eles não estavam fazendo humor, e mesmo assim foram criticados.

Quando eu sempre falo que para mim o pior sentimento do mundo é a hipocrisia ainda tem gente que me critica. Olhem o próprio rabo antes de criticar o tamanho do rabo dos outros. Jogar pedra no telhado dos outros é fácil né... Cuidado! Devem lembrar que o seu telhado pode ser de vidro ok? Que coisa feia Folha de São Paulo! Vocês não tem senso de humor...


11 comentários

Ana Beatriz Camargo disse...

Essa coisa de censura é algo complicado... Como debatemos na faculdade, o termo "censura" não é nada disso que as pessoas - e os veículos de comunicação - estão falando por aí. "Censura" é um ato proibitivo imposto por um regime ilegítimo, e não decisões de instâncias federais devidamente reconhecidas.

Depois, é preciso entender o que é decisão judicial abusiva e o que não é, quando o segredo de justiça é decretado de maneira coerrente ou não.

A Folha não tem muita credibilidade - há quem diga moral - para falar de censura. Não mesmo...

Ana Magal disse...

Falou tudo Aninha! Foi o que eu quis dizer o título... eles criticam tanto que 'foram censurados' e tentam fazer o mesmo com os outros.

Se todos nós, blogueiros ou não, começarmos a brigar com tudo que nos irrita, incomoda, copiam... Nossa vida seria o dia inteiro trancados em um escritório de advocacia...

Haja paciência para pessoa com falta de senso de humor...

Além de procurarem a palavra censura no dicionários eles deveriam procurar também pelas palavras 'sátira' e 'paródia'... E quem sabe ainda arrematar com o significado da palavra 'hipocrisia'?

Beijocas!

Antenor Thomé disse...

Olha, isso mostra o quanto esses veículos estão cada vez mais enraizados com o pensamento antigo, Eles ainda acham que fazem o jornalismo da época que foram fundados, o mundo mudou, mas o jornal ainda não saiu do papel...

Ana Beatriz Camargo disse...

Concordo, Ana, eles estão precisando buscar mesmo os significados dessas palavras. Beijos.

Teilor disse...

É tanta hipocrisia que chega a ser nojento. Será que o editorial e o setor jurídico da Folha são tão separados para tomarem ações tão incoerentes?

Ana Magal disse...

É Anteninhaaa eles ainda vivem nos anos 70... haha

Aninha vamos comprar um big dicionário e mandar de presente pro jornal?

Teilor meu lindo!!! Obrigada pela visita, como sempre, e concordo com você... o grande problema de grandes empresas hoje, sejam elas quais forem é a tremenda falta de COMUNICAÇÃO INTERNA... E eles tem demonstrado que não tem nenhum né haha

Ana Karenina disse...

Olá Ana

Já que meu nome foi citado vou opinar kkk

O que me parece é que a Folha se incomodou com o referido blog e então consultou seus advogados pra saber como tirá-lo do ar e deve ter achado essa oportunidade de acusar como uso indevido da marca, penso que deve ter ocorrido isso.

Sinceramente continuo achando que falha não pertence a marca folha de são paulo, acho que isso aí pode ser um equívoco de interpretação, a lei nem sempre parece clara pra todos ou as vezes ela é clara mas fica sujeita a várias interpretações.

Espero que todos nós possamos aprender com isso e evitar o uso de nome de marcas ou de semelhantes que lembrem uma marca, vai que alguém implica né? Muito chato isso.

Um Abraço :)

@anakint

Ana Magal disse...

Deca.... obrigada pela visita... Mas Brasília eu dispenso em todos os sentidos... inclusive os políticos... Deixe o Franklin bem longe de mim hehehe...


AnaK o que anda acontecendo é muito isso... A maior parte dos blogueiros não entendem termos técnicos de advocacia e as grandes empresas aproveitam-se para utiliza-los para manipular e assustar. É a vida... a comunicação e formas de distribuição de informação evoluíram, porém as pessoas não... Ninguém está acompanhando a mesma velocidade... Tá ficando difícil...

Ana Karenina disse...

Ana

Se for realmente um blog que rende $$$, acho que eles poderiam recorrer, pois pra mim isso ainda caberia recurso, porque a aplicação desta lei para esta situação não está clara, não me convenceu.

As pessoas deviam pesquisar um pouquinho antes de tomar as decisões, a internet está aí pra isso: pra disseminar informações úteis também não só pra entreter, veja por exemplo que este caso é diferente do caso twitter brasil que realmente estava usando a marca, mas nesse caso do falha não cabia este tipo de alegação, entende?

Mas voltemos a nossa vida normal né? afinal não temos nada com isso, mas é que me empolguei, ando mexendo muito com leis aqui no meu trabalho por isso estou assim, mas já já passa rs

bjs

@anakint

Ana Magal disse...

Oi Deca... Já debati muito sobre o tema por aqui. Não gosto do comportamento das empresas em procurar primeiramente o departamento jurídico ao invés de deixar o departamento de assessoria resolver amigavelmente (nada que uma conversa não resolva), mas também não gosto quando apenas uma notificação judicial é cumprida sem antes um debate franco.

Temos que avaliar até quanto a empresa ou o blogueiro erraram. Aqui ninguém é santo. Existem muitos blogueiros que também abusam, mas também existe o lado inverso, empresas que abusam de seu 'poder' (ou suposto poder que acham que têm).

Já tive muita dor de cabeça por conta de cópia não autorizadas de meus textos e muito blá blá blá... Até que fiz uma matéria para o jornal onde eu era editora-chefe com um advogado especializado em internet que me fez enxergar que todos têm um pouco de culpa. E que dependendo do que é é emitido pela justiça devemos protestar sim pelos nossos direitos de falar abertamente o que pensamos e pelo que criamos. Porém, nem todos os blogueiros (são raros os casos) tem situação financeira para ir contra essas empresas judicialmente e acabam cedendo ainda nas notificações judiciais.

O papel emitido para o pessoal da 'Falha' vem como decisão de um juiz, pergunto eu: alguém foi lá falar com o juiz? Procuraram um advogado para orientar? Têm condições de pagar um advogado para orientar? São muitas questões a se tratar.

Sou contra a perseguição aos blogueiros, mas também acho que aqueles que abusam devem ser contactados, mas de forma correta, pela assessoria e não diretamente pelo judiciário. Como falei, o mundo evoluiu, mas a mente das pessoas ainda não.

Aprendi que a maior arma para nossa defesa, seja ela qual for é ter informações sobre o tema. Os blogueiros devem, e podem, se informar sobre questões jurídicas sim para se defenderem, assim como as empresas deveriam realizar uma série de atualizações em diversos setores, começando pelo de Comunicação de cada um deles. Pois hoje em dia, o que mais fazem é todos trabalharem sozinhos e despreparados.

Ana Magal disse...

É AnaK, como falei, muitas vezes é questão financeira, outras simplesmente porque os blogueiros não conhecem as leis e aí fica essa confusão.

O caso do blog Twitter Brasil é assim, por exemplo. Mas tudo é questão de saber conversar. O Renê, por exemplo, tem o Google Discovery e a Google sabe e nunca implicou com ele. Fazer o quê... Como falei... tem gente que evolui outras não... Tem empresas que tem a cabeça aberta outras não...

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;