sábado, agosto 14, 2010

#Censo2010: eletrônico, rápido e... Incompleto!


Hoje a recenseadora do Censo 2010 bateu em minha porta para realizar as perguntas. Totalmente uniformizada com foto de identificação e tudo ela entrou (saindo da chuva) e conversamos na varanda de casa. Pronta para disparar as perguntas do Censo fiquei curiosa como seria essa versão eletrônica. Ela vinha munida de um tipo de Palm azul onde ia clicando todas as opções de respostas. Rápido? Sim... Porém muito incompleto. Confesso não gostei e senti como se eu tivesse mais ainda excluída da sociedade brasileira.

As perguntas começaram com o básico do: você mora em casa de aluguel, própria, financiada, etc. Respondida essa passou para próxima que era para saber a quantidade de moradores da casa. Ok, contabilizada, mamãe e eu. E lá foi ela disparando perguntas. Quando chegou em uma parte que me assustei: nessa moradia todos os moradores sabem ler e escrever? Eu respondi que sim, claro e me preparei para a pergunta clássica (que todo Censo que fiz sempre perguntou) qual o grau de escolaridade cada um tem e adivinha? Não teve essa pergunta.

Me senti como se fosse classificada apenas como uma pessoa alfabetizada e nada mais. Peralá! Minha mãe fez curso de formação de professores e eu estou terminando a Universidade. E isso não vai aparecer nas estatísticas? E daí para frente as perguntas inúteis e sem sentido continuaram.

Perguntou o primeiro e último nome de cada morador da casa. Mas como assim? Estão contando, por exemplo, quantas Marias tem no Brasil? E quantos são os Silvas daqui? Não entendi! E o sobrenome de minha mãe, não tem importância? Ah, tá... Querem saber quantas pessoas foram registradas pelos pais... E daí mané??? O que isso vai mudar?

E não veio a clássica pergunta de: quantos menores existem na casa. Tudo bem que na minha casa não existe nenhum. Mas sempre perguntaram. Foi justamente nessa hora que começaram as perguntas sobre os rendimentos da casa. Ao invés de perguntarem quantos na casa trabalham, não... Só perguntaram quanto recebemos por mês até JULHO DE 2010... Como assim José??

Achei uma pergunta vaga e sem nenhum conteúdo. Minha mãe, por exemplo, não trabalha. Nunca trabalhou. Seu rendimento vem do meu pai, sem ex-marido em forma de pensão não oficializada, pois ainda continuam casados, somente moram em casas separadas. Eu, por outro lado, até julho tinha rendimento mensal de trabalho, hoje estou desempregada vivendo de frila, mas foi registrado como se eu tivesse empregada e recebendo salário normal mensalmente. Que diabos de dados verídicos estarão sendo computados afinal? Falsos ou verdadeiros? Com certeza incompletos.

Quando era de papel, nenhum pergunta
ficava de fora... E agora IBGE??

E para mim o maior furo de todo desse Censo 2010. Em nenhum momento a recenseadora perguntou o estado civil de ninguém da casa. Se eu era solteira, se minha mãe era casada ou viúva. Mas tiveram a capacidade de perguntar se alguém da casa morou fora do país e se alguém tinha morrido na minha casa, mesmo depois que eu falei para ela que sempre moraram duas pessoas aqui e continua sendo só nós duas. Alou!!! Se sempre moraram duas, a pergunta da morte já era para ser subentendida que era NÃO. A não ser que meus Hamsters e Canários contem. ¬¬

Acho o Censo super importante. Mas nessas horas a tecnologia e perguntas prontas em pessoas despreparadas (sim, apesar do treino eu senti que a menina não sabia o que colocar em determinadas respostas) só geram mais confusão. Quando teve a pergunta sobre quem pagava o financiamento da residência 'dentro da casa', eu respondi: ninguém daqui, quem paga é meu pai, que não mora conosco. Ela, com cara de sem graça, perguntou para mim: e agora? O que coloco?

Uai! Se ela é a recenseadora e 'foi treinada' não sabe o que colocar, como é que eu vou saber. Nessas horas o bom e velho papel poderia dar a opção a ela de colocar respostas que não constassem nas múltiplas escolhas ou quem criou o sistema poderia incluir a opção 'outros' para que os recenseadores pudessem incluir outras respostas além das padrões. Bem... É isso... Achei o novo Censo eletrônica simplesmente falho! E tenho certeza que esses dados serão tão confusos na hora de fazer a estatística que nem saberão por onde começar...

E para que fique claro, senhores responsáveis do IBGE: na minha residência moram duas pessoas, uma com estado civil solteira e outra com o estado civil separado. Ambas são alfabetizadas, uma tem o ensino médio completo e a outra está cursando nível superior. O pagante das prestações do financiamento não é morador da residência e ninguém nunca morou fora do país, até porque, mamãe não trabalha, recebe pensão e eu, sou mais uma desempregada no país. Mas para vocês isso não contará já que só interessa os dados até julho de 2010, quando eu ainda estava empregada.

Coisa feia IBGE... Coisa feia!



7 comentários

Néia (Dulci) disse...

Talvez a pessoa que fez o censo em sua casa não estava bem treinada, pois todas as questões que deixaram de ser feitas à sua família, aqui perguntaram direitinho.Então de quem será a culpa? do IBGE ou dos supervisores de cada região que não treinaram bem os recenseadores? fica a questão.

Ana Magal disse...

Bem Neia... realmente não sei de quem é a culpa. Qdo comentei no twitter sobre o que ocorreu comigo, muitos falaram que a mesma ocorreu por lá e olha que em Estados e cidades bem distantes de mim. Acho então que o erro é geral. Se as perguntas estão no tal Palm pq não fizeram então?

Ou o sistema deles é falho, ou cada Estado está passando por um Censo diferenciado. Não entendi foi nada.

James Azevedo disse...

É porque existem dois questionários... algumas casas são "sorteadas" digamos assim e recebem o questionário mais completo que é o da amostra, onde será feita digamos uma média e nesse aparecem essas perguntas que faltaram. E a maioria das casas estão tendo o questionário mais comum.

Ana Magal disse...

James... pior ainda... Se é um censo para saber tudo sobre a população agora sim que me sinto uma excluída. Ou faz um questionário igual para todos ou não faz nenhum. Que mané mania de 'selecionar'... Todos somos iguais perante a lei... tenho o mesmo direito de responder o que todos os outros irão responder. Se não tinha capacidade de controlar o fluxo de perguntas e respostas que então não fizessem censo eletrônico e sim tradicional.

Danielle disse...

Olá!
Eu sou uma recenseadora desse Censo 2010 e não concordo com algumas coisas desse Censo... acho sim que possui falhas e não é um retrato fiel da população, visto que algumas áreas não serão recenseadas, não me pergunte o motivo! A pergunta sobre alguem que mora no exterior é para termos a noção de quantos brasileiros estão temporariamente fora do país...
No nosso treinamento fomos instruídos a NUNCA deduzir a resposta do entrevistado, ainda que pareça óbvio! Por exemplo... temos que perguntar sexo: se é masculino ou feminino, ainda que você esteja vendo! E se uma mulher, mesmo que de zoação diga que é "masculino" assim deveremos registrar! É por isso que pedimos que as pessoas nos recebam bem e que sejam sinceras!
A data de referência foi o dia 31 de Julho! portanto todos os dados coletados serão referentes a esse dia/mês. Quando os resultados forem divulgados será o retrato do País no mês de JULHO de 2010!
Existe um questionário Básico e o de Amostra! O básico foi o que fizeram com você Ana, e o de Amostra será aplicado a apenas 5% da população.. isso é indiscutível...toda e qualquer pesquisa, seja feita pelo IBGE, pela DATAFOLHA, IBOPE, etc.. trabalham dessa maneira.. somente com uma parte da população!
E nós recenseadores não temos controle sobre isso... fazemos apenas o que nos foi ensinado!
As perguntas aparecem e nós somos obrigados a ler para o entrevistado assim como registrar o que foi dito por ele, sendo verdade ou não! Nós não pedimos alguma prova do que foi dito... se vc fala, pra gente é verdade e pronto!
E sobre a pergunta de mortalidade, existe um período, que é compreendido entre Agosto de 2009 e Julho de 2010. As pessoas podem morar sozinhas ou com alguém e sei lá.. há 9 meses atrás perdeu um bebê recém nascido, um o pai que morava com ela... e isso entrará pra estatística! Se estão morrendo mais idosos, crianças, etc.
Espero ter ajudado!
Está sendo uma experiência incrível conhecer mais de perto o mundo das pessoas.. que na maioria das vezes é bem diferente do nosso, até mais do que nós podemos imaginar!!

Ana Magal disse...

Oi Danielle!!! Obrigada por sua participação. Muito importante ter sua voz por aqui. E mesmo você me explicando tudo, essa 'mostragem' me fez me sentir como a excluída, novamente.

Eu conheço um pouco de estatística e sei como são feitas as pesquisas, isso não quer dizer que eu concorde com elas. Se é para ter uma mostra geral da população as perguntas deveriam ser iguais para todos e não seletivas. Isso é errado. Mas quem sou eu para reclamar... Apenas mais uma que foi excluída nesse país, como tantos outros...

Vejamos... Se somente 5% da população (levando em conta que a última contagem éramos cerca de 190 milhões) irá responder o questionário completo, simplesmente mais da metade da população brasileira estará de fora deste Censo, ou seja, não irá refletir a verdade sobre quem somos, onde estamos e o que fazemos...

Volte sempre Dani! Seja bem vinda. Adorei sua resposta!

Wallison Mata disse...

Eu gosto de responder ao Censo e quero o questionário completo... kkkkk

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;