quarta-feira, novembro 18, 2009

Mundo Corporativo 2.0 foi tema de debate no Rio


Hoje, dia 18, estive presente no evento organizado pelo Grupo ProBus RH, uma empresa carioca, que juntou dois especialistas da área empresarial para debater assuntos relacionados ao Mundo Corporativo 2.0, ou seja, o que cada pessoa, e a empresa, deve fazer se atualizar as novas necessidades.

Os palestrantes, o jornalista Marcio Gonçalves (As novas mídias na gestão de pessoas) e Pedro Paulo Legey (Mensurando o desenvolvimento do conhecimento nas empresas), falaram sobre o futuro das empresas e como elas devem se comportar hoje para acompanhar a vida 2.0.

Marcio, conseguiu a atenção do público com um assunto para lá de interessante: mídias sociais. Ao falar de blogs, twitter e outras ferramentas, ele recebeu o imediato feedback dos participantes, que logo levantam as mãos loucos para tirar milhões de dúvidas (inclusive eu, claro!). Um dos pontos principais de sua palestra foi quando ele falou que, apesar de nossa vida hoje estar quase 100% online ainda necessitamos desse contato presencial. Seja para troca de conhecimento, cartões de visitas ou simples ideias. Afinal o ser humano é um ser sociável.


Ele salientou as diferenças entre as gerações. Usando como exemplo uma matéria publicada pela revista Galileu, em que dividimos espaço entre as tradições e o novo. E que eventualmente isso poderá gerando algum atrito, mas ressaltou que esse grupo mais tradicionalista já está começando a se render ao novo mundo corporativo 2.0 como ferramenta de agregação, e não mais de separação entre patrão e empregado.

Uma das coisas interessantes citadas na palestra foi a importância da interação, não só online, mas também real. A troca de contato faz com que não só uma empresa, como a pessoa física em si, consiga aumentar sua capacidade de inovar. Para Marcio ainda existe ainda a barreira do "emprego formal" X "produção criativa". Muitos ainda sente a "necessidade" de ter uma carga horária de trabalho de 9h às 18h, rotineiramente trancafiados em escritórios. Isso não quer dizer que eles estejam errados, mas também mostra o quanto o mundo evoluiu, e essa necessidade constante pela busca de "segurança e estabilidade" ainda é crucial na busca por uma carreira.

Hoje cada vez mais pessoas estão abrindo seu próprio negócio e trabalhando diretamente de casa. Quando fazem algo presencial, é raro e extremamente necessário, como por exemplo, visitar pessoalmente um cliente em potencial. Pois, apesar de qualquer nova tecnologia e nova forma de vida, o contato humano ainda se faz necessário para poder completar o que se inicia online.


Outro ponto importante da palestra de Marcio foi a importância que as empresas de hoje tem que ter em se preocupar em dividir informações interna. Não adianta o presidente da empresa posar de todo poderoso só deixando um ar de medo em seus funcionários, ele tem que interagir com eles, e permitir que essa interação seja feita com o mundo fora dos escritórios também. Mas lembrou que nem todo funcionário está preparado para separar a hora da diversão do profissional, quando o assunto de se trata de "ficar online" em redes sociais.


Pedro Paulo Legey falou da importância dos empresários conhecerem a fundo não só sua empresa e seu produto, como também as pessoas com quem trabalha. Trilhar perfis, metas e metodologias de avaliação interna é uma ótima ferramenta para saber o que anda ocorrendo de positivo ou negativo quando a produção começa a gerar problemas. Muitas vezes quando achamos que o nosso produto é o causador, na verdade é um, ou mais, funcionário insatisfeito com alguma coisa que começa a gerar esse sentimento de improdutividade.

Legey lembrou que a coisa mais importante para cada indivíduo é seu conhecimento pessoal. Ele disse que as informações que recebemos, por mais importantes que sejam, são volateis, mas os conhecimentos adquiridos com elas são fixos se bem apreendidos. Por isso, ele tocou firme na tecla que uma empresa não deve só se preocupar com seus lucros financeiros, pois hoje em dia o maior investimento que ela pode fazer, corporativamente falando, é no talento humano. Incentivar, investir dinheiro e tempo em conhecimento só irá gerar frutos positivos para ambos os lados, empregado e empregador.


O encontro foi ótimo. O papo gostoso e descontraído e com certeza absorve bastante coisa interessante dessa palestra. Como o Marcio falou, ainda conheci gente nova, troquei cartões e interagi com outras pessoas presencialmente, confirmando o que Legey disse: "que o mais importante é o conhecimento adquirido através da informação, e não ela propriamente dita".

Confira mais sobre a Palestra no blog Mídia & Gestão.

1 Comentário

Adriano Carvalho disse...

Show! Um evento que eu gostaria de presenciar, ainda bem, que você estava lá e compartilha com a gente!

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;