terça-feira, novembro 10, 2009

O que é importante para ser um redator de sucesso?


Muitas pessoas têm se aventurado no mundo da Comunicação, seja pelo lado formal, através de cursos e universidades, seja pelo lado informal, pelos sites e blogs espalhados pela rede. Mas o que muitos perguntam e não sabem responder é: o que faz de você um bom redator?

Uma das coisas que aprendi, na prática, é que deixar para o leitor a difícil tarefa de organizar seus pensamentos desorganizados é o maior erro que pode se cometer nesse meio. O leitor tem que estar pronto para absorver, analisar e tirar suas próprias conclusões, e não tentar montar um quebra-cabeça com palavras soltas sem sentido. Por isso saber o que você quer dizer é fundamental para escrever bem.

Tem dias que eu mesma fico cansada, com tanta coisa para fazer e pensar que não consigo fluir meus pensamentos para a lógica, por isso prefiro deixar os textos de lado e voltar com a cabeça mais fresca. E isto é o correto. Se você não está com suas ideias claramente organizada é melhor esperar para que ela amadureça e assim tanto seus pensamentos como palavras saiam com coerência e clareza.

Antes de escrever bem, você tem que ser um bom leitor


Acho que muitos já conhecem aquela velha história de que quem lê muito tem um melhor dicionário interno e, portanto consegue assimilar os erros mais facilmente. Mesmo que os cometa, será mais fácil encontrá-los já que é um bom conhecedor da língua que se propôs escrever.

Se você não tem paciência para ler, ou simplesmente não gosta, desista de vez de querer escrever. A arte de escrever bem é para aquele que lê muito, e com conteúdo. Se você é um bom leitor também será um bom redator.

Ser claro antes de tudo


Se você não tem uma visão clara do que quer colocar no papel não escreva nada. Melhor não produzir nada do que um texto pobre e muitas vezes medíocre. Se você não tiver um objetivo de comunicação não conseguirá atingir seu interlocutor, consequentemente não terá um diálogo ou interpretação. Na verdade ficará no solitário mundo do monologo sem sentido.

Deixar o seu leitor louco tentando se achar dentro de sua loucura é muito ruim. Você tem que se organizar antes de escrever, ou pelo menos inserir ideias dos caminhos a serem percorridos por ele durante o seu texto. Algo que para você pode fazer sentido, para outra pessoa pode ser um total desperdício de tempo, e leitura.

Hoje, mais que nunca, os leitores da web, por exemplo, querem tudo mastigado, facilitado. Se você tem certeza que seu texto será complexo, prefira escolher um nicho diferenciado em grupo ou fóruns fechados que tenham o mesmo pensamento e foco que você. Se quer manter um local aberto a todos, terá que se esforçar para agradar, pelo menos, a metade daqueles que entram para ler seus textos.

Ninguém gosta de ficar decifrando enigmas mirabolantes em textos de jornais, revistas ou sites. Para isso, tenho certeza, que iriam preferir exercitar a cabeça com uma revistinha de palavras-cruzada. Seria muito mais vantajoso nesse ponto de mistério. Se o leitor não consegue absorver pelo menos 1/3 do que você escreveu é porque todo o seu esforço não foi necessário ou seu foco não estava claro. E o pior, suas ideias ainda estavam verdes.

Qualquer ruído de comunicação que existir entre você, redator, e o seu leitor irá acarretar em inúmeros problemas. Uma comunicação equivocada, ou interpretada as pressas, sempre significará desperdício de dinheiro e tempo. Fora que todo seu trabalho terá sido em vão, fazendo o recomeçar do zero, ou seja, trabalhará dobrado.

Deu branco, e agora?


Se você se deparar naqueles dias em que por mais inspiração você diz ter nada sai para a tela em branco do Word, está mais que na hora de perguntar a si mesmo se realmente você tem algo a dizer. Porque escrever nada mais é que expressas seus pensamentos em uma página em branco. Se você não tem nada a dizer, não terá nada para escrever.

É muito importante você descobrir quem é seu público. Se você escrever literatura, por exemplo, tem que saber que tipo de pessoa quer atingir. Se você escrever contos infantis sabe que será crucial começar com o tradicional “Era uma vez...”, mas se o seu foco for ficção cientifica, não pode começar o texto dizendo: “Era uma vez um alienígena...”.

Cada nicho de leitor tem um específico interesse de leitura. Se você tem um site de moda feminina, não adianta querer escrever sobre a última coleção de cuecas Calvin Klain, porque elas estão mais interessas na próxima coleção da Channel. Se seu site é sobre gastronomia, ninguém vai se interessar pelo último lançamento dos produtos da Microsoft, e assim por diante. Saber quem é seu leitor é o ponto inicial para saber o que você quer dizer.

Já sei o que falar. Mas como vou me expressar?


Essa é fácil de responder. Pense bem, se você sabe o que dizer e para quem dizer é só organizar os seus pensamentos e elaborar um texto convidativo. Não adianta vir cheio de enrolações ou metáforas sem fundamentos, pois assim o leitor vai desistir de seu texto no primeiro parágrafo.

Seja direto! Se o leitor deseja saber qual o melhor restaurante de região, diga isso a ele logo nos primeiros parágrafos de seu texto. Depois vá desconstruindo seus pensamentos e colocando suas opiniões. Não enrole, seja direto sempre. Apresente dados e informações pertinentes, acrescente detalhes, insira figuras ilustrativas, reserve espaço para comentários, faça perguntas e as deixe no ar, enfim, oriente-o sem perder o seu foco e a ideia do que você quer dizer.

Escreva do seu jeito, a seu modo, mas diga logo o que o leitor quer e precisa saber. Quanto mais embromar, menos eles irão se interessar pelo que escreveu.

4 comentários

ALMANAKUT BRASIL disse...

Tem escrever com alguma pitada de humor, quando a notícia permitir e se dirigir ao leitor popular e intelectual, ao mesmo tempo.

Muita linguagem de bula ou do dicionário do Seu Creysson faz com que muitos leitores não passem do primeiro parágrafo.

Ana Magal disse...

Com certeza. Tudo tem que ser na dose certa. Humor e tragédia podem andar juntas se soubermos misturar a sopa de letrinhas perfeitamente =D

Obrigada pelo comentário!

Blogueiros do Brasil disse...

Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no novo site dos Blogueiros do Brasil. O post será publicado dia 28/11 às 17h .

Considere a possibilidade de atualizar a URL no nosso banner. Desculpe-me pelo transtorno.

Abraços cordiais.

Gaab Meneghinni disse...

Gostei muito do texto, temos que ter cabeça tronco membros e pés para tudo na vida. Organizar nossas idéias e expor isso ao publico é a melhor coisa que existe!

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;