segunda-feira, abril 05, 2010

A TV e as crianças "perfeitas"

Toda vez que assisto ocasionalmente a novela "Viver a Vida" (quase sempre na hora em vou jantar, pois não assisto a novela toda), fico nervosa em ver a personagem Gabriel, vivido por Caio Manhente. Fico olhando, olhando e pasmo! Não existe criança mais perfeita no mundo que esse menino.

Toda vez que olho para ele lembro do ator-mirim Rafael Miguel. Você lembra quem ele é? Não? É o menino do "brócolis". Isso mesmo! Lembrou? Não? "Mãe eu quero brócolis!!!" Agora tenho certeza que lembrou. Então, toda vez que vejo Caio contracenando lembro de Rafael e fico tentando adivinhar o que passa na cabeça dos roteiristas em criar crianças que nunca existem no mundo real.



Falo isso porque nenhuma criança é perfeita. A maior parte delas não gosta de legumes e verduras. Educadas ao extremo como o Gabriel então, nem pensar. Qual criança nunca fez birra, se irritou quando os pais deram uma ordem. Ele não! Abaixa a cabeça e aceita, sorrindo, tudo o que a mamãe Ariane (Christine Fernandes) pede. Onde estão vivendo essas crianças na vida real? Em que planeta?

Você anda pelos supermercados e vê muita criança fazendo birra sim, mas por chocolate, biscoitos, doces, refrigerantes, sorvetes e todo tipo de besteira que puder consumir ao mesmo tempo. Tanto é que a organização dos supermercados são feitas pensando nos pequeninos. Ou ninguém até hoje reparou que todos os doces, biscoitos e besteiras sempre estão nas prateleiras debaixo? É estratégia de venda. E como funciona. Qual pai nunca percebeu na hora do caixa que tinha um monte de coisa para pagar que ele nem sonhava em ter posto no carrinho?

Por isso, fico encasquetada pensando em que esses autores se espelham para criar essas personagens tão "surreais". Fico pasma! O Gabriel é "perfeito"! Não reclama, não discute, pede "obrigado", diz "por favor", "dá licença". Ele até pede para se retirar da mesa! Gosta de estudar, escuta tudo o que a mãe dele diz, até apoia ela na hora de encontrar um novo amor. E ainda por cima quer ser pianista por escolha própria, sem decisão ou opinião dos familiares. Mas o que mais me chocou foi ele estar loucamente interessado em sustentabilidade, pois com certeza, o coitado do ator nem deve saber o que isso significa. Muitos adultos até hoje não sabem, imagine uma criança?


Se existe algum lugar mágico no planeta ou no universo de onde esses roteiristas criativos tiram experiência para criar essas personagens incrivelmente perfeitas, por favor, nos digam o endereço. Tenho certeza que um monte de pais iriam se mudar agora de mala e cuia para lá. Afinal, qual mãe e pai não ia querer um filho super educadinho, que come brócolis, que tentar arrumar um namorado para você, que não te contradiz e ainda por cima quer ser pianista?

5 comentários

Grivicich disse...

Não sei o caso de Viver a Vida, mas o garoto do brócolis exatamente mostra uma situação tão impossível para fazer propaganda do sustagen, então ele foi feito para parecer irreal.
Quanto a querer ser pianista, até onde eu sei, é um desejo de muitas crianças, que podem acabar não gostando da idéia por conta do professor, mas não por conta da falta de vontade. Achei esses dois exemplos meio estranhos para o que vc queria dizer (principalmente do piano, que acho que não tem nada a ver), pois a criança do brócolis é uma ironia e crianças que não tem nada para serem consideradas perfeitas desejam muito tocar piano. Aliás, existem muitas crianças maravilhosas, a maioria delas apenas não se trata de crianças mimadas.

Ana Magal disse...

Olá Grivicich, antes de tudo, obrigada pela visita e pelo comentário.

Vamos lá. Sei que o comercial do brócolis se trata de uma sátira. E que a personagem da novela é uma ficção. Justamente por isso, que comentei de onde eles tiram essas situações.

Porque não existe ninguém perfeito, muito menos criança. E o exemplo da personagem Gabriel é bem esse. Ele é todo 'perfeitinho'. Qual criança que vai receber uma 'bronca' da mãe e ficar quieto e ainda dizer 'tudo bem, você tem razão'? Hoje, sinceramente, nenhuma delas. Eles argumentar, falar, retrucar. Hoje em dias as crianças estão muito evoluídas, tem acesso a informações de todo tipo, são argumentativas, perguntam, enfrentam, desafiam, muito mais do que antigamente.

Quanto ao piano, eu acho estranho sim,pois toda criança, que pode até gostar de instrumentos, acabam, na infância tocando por imposição dos pais. Nenhum criança de 5, 10 anos de idade tem noção do que é ser isso, ou qualquer outra profissão. Sei pq minha mãe me 'obrigou' qdo criança a tocar piano, e uma coisa que eu gostava passei a ter raiva, hoje detesto. Criança é assim. Já a personagem não. Não reclamar, concorda com tudo e sempre tá sorrindo. Isso não existe haha.

Existem sim crianças maravilhosas, mas mesmo essas maravilhosas, não são 'perfeitas'. Ninguém é 'perfeito'.

Ana Karenina disse...

olá ana

bela reflexão, eu penso que as novelas de Manoel Crlos são famosas por mostrar uma realidade que muita gente gostaria de ter, pessoas ricas e que não trabalham, até o o mais pobre na novela não é tão pobre quanto o pobre que vemos na vida real.

por outro lado pra balancear o perfeciocismo do personagem que você se referiu, entrou em cena a rafaela(a filha da dora, que é giovana antoneli) e quando Manoel Carlos mostrou o lado venenososinho da rafaela, o Mnistério Público entrou em ação pra dizer que aquilo era uma má influência pra outras crianças e que a própria atriz sofreria de transtornos psicológicos fazendo aquele papael, neste caso devo reconhecer que Manoel carlos exagerou com a rafaela e a versão maldosa dela ficou de mal gosto, mas o lado imperfeito de uma criança foi mostrado e censurado.

Com isso me pergunto, será que a criança perfeita das novelas não é sempre a criança que nós que assistimos queremos ver? não será por isso que exploram tanto essa imagem? a culpa é de quem cria o personagem equivocado ou de nós telespectadores que sonhamos que nossos filhos sejam perfeitos daquele jeito? é um caso a se pensar Ana.

quem tem filho ou convive com crianças sabe que o mundo anda tão apelativo e as influências tão grandes numa criança que fica cada vez mais dificil dizer não, hoje os pais não podem mais repreender os filhos com a justificativa de não causar transtornos psicologicos, e sendo permissivos que beneficios estamos tendo? nenhum, crianças descontroladas e sem noção de limite aumentando a cada dia.

é isso aí.

Um abraço :)

Ana Magal disse...

Oi xará... Bem lembrado da malvadinha.

Eu acho, que o Manoel, sempre teve tendência em fantasiar as personagens ao extremo em ambos os lados. Tanto os protagonistas quanto os antagonistas. Tanto a versão do Gabriel quanto da Rafaela são exageradas demais.

Como falei, não existe ninguém perfeito, mas também uma criança não tem maturidade suficiente para ter tanta maldade em seu pensamento. Serem dissimuladas é uma coisa, mas ter maldade pura como ela tem...

É por essas e outras que não assisto mais novela. A não ser quando sento para jantar, pois a TV fica na frente e não tenho como fugir haha...

Dessa disse...

Olá :)

Nossa, incrível como a sua opinião sobre tal tema bate perfeitamente com a minha! Fico perplexa com a perfeição extremamente irritante deste personagem. Sempre comento o quanto me irrita quando roteiristas criam crianças agindo de forma tão adulta! Engraçado você tocar neste assusto que sempre questiono tanto. (risos)

No caso da criança do brócolis, eu tinha uma certa ‘adoração’ pela propaganda, ela tinha todo o seu lado cômico e mostrar algo “surreal” era o objetivo da propaganda, diferente da novela onde o autor tenta imitar a vida com a arte, objetivo não alcançado com perfeição nesse aspecto.

@dessaportilla

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;