sábado, outubro 15, 2011

Everybody lies... It's true!



A frase imortalizada pela personagem Dr. House, da série homônima, me faz lembrar o dia a dia do ser humano, “Everybody lies” (Todo mundo mente).  Não importa se mentimos por opção ou por omissão, realmente todo mundo durante toda sua vida vai mentir algum dia. Uns mais outros menos, uns por necessidade outros por prazer, uns por vergonha outros para se exibirem. Não importa o motivo, todo mundo mente.

Seja por medo de perder algo ou alguém, por não ter coragem de enfrentar problemas, por desespero em algumas situações, por vergonha de não assumir as próprias falhas e até por pena em certos acontecimentos, todo mundo vai mentir algum dia.  A mentira pode ser grande ou pequena, pode mudar a vida das pessoas ou não fazer diferença drástica, mas ela sempre causará algum tipo de dano irreversível.

Seja para ensinar àquele a quem a mentira foi contada em quem e quando confiar ou até para renovar a confiança já existente. A mentira nem sempre acontece para o mal das pessoas. Muitas vezes, aquelas cometidas por omissão, tendem a querer proteger o interlocutor de uma possível ação ou reação que a mais pura verdade possa trazer. 

Uma coisa é certa, por mais que exijamos a verdade das pessoas os seres humanos ainda não estão preparados para ela. Afinal a verdade absoluta dói. Por isso, em alguns casos, muitos classificam a sinceridade tanto como qualidade como defeito.  Isso porque dependendo da situação em que você se encontrar a verdade pode te fechar portas e afastar pessoas queridas. Por esse motivo as pessoas mentem, com medo de perder, e acabam perdendo mesmo assim.

Eu percebo muito isso em entrevistas de emprego quando citar como qualidade nossa sinceridade assusta as pessoas e nos tira a chance de concorrer àquela vaga.  Isso porque as pessoas tem medo daquelas que falam a verdade. Não estamos preparados para as verdades absolutas, por isso criamos métodos de fuga para amenizar a força devastadora que a verdade causa na vida das pessoas.

Mas será que vale a pena ser sincero? Será que vale a pena mentir ou omitir? Cada pessoa pensa de forma diferente. Tenho certeza de que muitas pessoas aparecerão dizendo que preferem a mais dolorosa verdade a ser enganado com mentiras, porém essas mesmas pessoas contarão em vários momentos da vida pequenas e grandes mentiras de acordo com a necessidade das situações. Ou seja, vivemos num constante mundo equilibrista onde temos medo de arriscar seja com a verdade ou com a mentira. 

No jogo da vida da ‘verdade ou consequência’, pode ter certeza, que a maioria das pessoas vão escolher pagar uma punição a falar a verdade que esconde só pra si. Ou seja, o autor David Shore estava certíssimo quando escreveu a fala que imortalizou Hugh Laurie na pele de Doutor House em sua série, realmente todo mundo mente...

Por isso, há mentiras e 'mentiras', basta a gente olhar para dentro e ver se realmente a mentira dói mais do que a verdade, analisar o contexto geral e seguir em frente. Nem sempre ela aparece na nossa vida para destruir, mas sim para nos renovar como seres humanos... Lembre-se que você também já mentiu um dia, então antes de julgar, condenar, criticar... Tente entender o porquê mentiram ou omitiram pra você e tire suas próprias conclusões tomando suas próprias decisões de como agir com o acontecido...


4 comentários

Anny disse...

Ana:
Um belo texto para comprovar. Todo mundo tem sua forma de mentir.
Para se proteger, para não ferir amigos, filhos...
Quem mente, tem seus motivos.

Ana Magal disse...

É bem isso mesmo Any... ficamos magoados com as mentiras, mas esquecemos de avaliar o porquê as pessoas mentiram. Existem aqueles que mente por prazer e outros por vergonha ou necessidade... Temos que saber analisar isso com cuidado, afinal, todos nós mentimos...

Nina disse...

Oi, Ana!!
Dei uma paradinha, depois de 2 meses corridos e me deparei justamente com um assunto que me chama a atenção sempre: A mentira.
Posso declarar aqui que você abriu a minha mente para uma nova linha de pensamento e isso explicarei, desenvolvendo um texto que postarei, em breve, lá no blog.

Amei esse texto e aprendi mais um pouco.
É sempre bom estar por aqui e ler seus textos (quando tenho tempo).

Quando eu postar o texto no meu blog, eu venho aqui te avisar. Se quiser dar uma conferida no último texto que redigi, fique à vontade. Falei sobre "julgar as pessoas". Sua opinião será relevante para mim.

Abraço e Sucesso sempre, querida!

Tiozão das Batidas disse...

Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no novo site dos Blogueiros do Brasil. O post será publicado dia 17/10 às 14:00 hs .

Abraços cordiais.

Postar um comentário

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 
;